BRASIL, Sudeste, Mulher, de 36 a 45 anos, Livros, Informática e Internet, filmes, praia e choppe com batatinhas

 

   

    UOL
  UOL SITES


 

    06/08/2006 a 12/08/2006
  30/07/2006 a 05/08/2006
  25/06/2006 a 01/07/2006
  11/06/2006 a 17/06/2006
  04/06/2006 a 10/06/2006
  28/05/2006 a 03/06/2006
  21/05/2006 a 27/05/2006
  14/05/2006 a 20/05/2006
  07/05/2006 a 13/05/2006
  30/04/2006 a 06/05/2006
  01/02/2004 a 07/02/2004
  25/01/2004 a 31/01/2004


 

   

   


 
 
Nas Grimpas!



Desespero Latente

Dépois de 2 anos estou de volta. Comecei em fevereiro um weblogger por incentivo do meu irmão que tb tem um. Ficava falando comigo e me mostrou com se faz. Adorei! realmente blogar vicia...rs Pensei que esse aqui ja estivesse se perdido, e por minha surpresa aqui esta ele. Inteiro e com 2 comentarios que nao sabia que existia. Peço desculpas as pessoas e deixo registrado que irei escrever explicando tudo. Como a gente amadurece em 2 anos...Meu Deus! Pena que a gente envelhece tb. Uma vez ouvi que o homem so amadurece ate os 13 anos de idade. Primeiro comecei a rir depois me convenci de que isso tem uma grande chance de ser verdade e me apavorei...O que será das vidas femininas? Será por isso a mulher aparenta sempre mais velha, mais madura, mais submissa, mais carente, mais competitiva, mais responsável, mais...mais....E os valores que temos que aprender a dar para certas coisas na vida por conta dessa falta de amadurecimento masculino? Que condição mais dura é dada a mulher... E eles? Sempre garotos, buscando coisas novas, preocupados em manter seu prazer a qualquer preço, com valores não tão responsáveis, não tão submissos, não tão competitivos, não tão justos e etc. Tem alguma coisa errada. Será que sou eu que preciso de uma terapia ou estou vazia demais?

Socorro, não estou sentindo nada.
Nem medo, nem calor, nem fogo.
Não vai dar nem pra chorar,
Nem pra rir.
Socorro, alguma alma mesmo que penada,
Me entregue suas penas.
Ja não sinto amor, nem dor.
Ja não sinto nada.
Socorro alguemme de um coração,
Que esse ja não bate nem apanha.
Por favor uma emoção...qualquer coisa.
Qualquer coisa que se sinta.
Tem tantos sentimentos, deve ter algum que sirva.
Socorro, alguma rua que me de sentido.
Em qualquer cruzamento,
Acostamento,
Encruzilhada.
Socorro, ja não sinto nada.

"Socorro-Gal Costa"



Escrito por Harmonia às 22h51
[   ] [ envie esta mensagem ]





[ ver mensagens anteriores ]